Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 23 de Janeiro de 2018
Quem Somos   I   Contato
  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 Logística.
8 de Janeiro, 2018 - 13:20
Governo prepara a concessões e já projeta a ampliação da malha rodoviária em MT.
     

 ( Cidadão participe da enquete ao lado desta matéria, e de sua opinião sobre a CPI criada pela Câmara Municipal de Juara ) :


O governo estadual promete dar início às concessões de rodovias estaduais até junho do ano que vem. Será investido R$ 1,5 bilhão. Serão 525 km de vias concedidas à iniciativa privada durante a primeira fase de uma série a serem realizadas pelo Executivo. A informação é do secretário estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra) Marcelo Duarte. Mato Grosso, segundo o titular da pasta, ainda possui índice muito baixo de rodovias pavimentadas. São 3 mil km de estradas ou até mesmo municípios que não possuem ligações asfálticas.


Conforme Marcelo, um trabalho desse porte é feito somente a médio prazo para conseguir suprir essa demanda. “Há muita coisa para fazer, demanda por rodovias é extensa”, explica em visita à sede do . Diante da demanda que Mato Grosso possui, o secretário da Sinfra explica da necessidade de transferir à iniciativa privada a gestão das rodovias consolidadas e fazer com que o Estado se preocupe na ampliação da malha viária. “O Estado não estará diminuindo seu trabalho. Ao contrário, vamos trazer mais parceiros para cuidar de algo que está consolidado e não deixar acabar de novo, porque deixar acabar é custo muito grande”, sustenta.


Os primeiros editais da licitação devem ocorrer agora no início do ano para, em março, anunciar a vencedora das empresas que vão administras o primeiro lote de concessão. (veja o quadro acima).


 Marcelo Duarte destaca a importância das concessões para o Estado


Entre os trechos considerados prioritários que poderiam ser concessionados à iniciativa privada, estão a rodovia MT-010, entre o distrito de Nossa Senhora da Guia (Cuiabá) e Rosário Oeste; a MT-235, de Nova Mutum e Sapezal; a MT-100, de Alto Taquari a divisa com Mato Grosso do Sul; a MT-130, de Paranatinga a Primavera do Leste; e a MT-320, entre Nova Santa Helena e Alta Floresta. Marcelo explica que a prioridade na escolhas das três rodovias foi no sentido do tráfego de veículos. “Primeiro que teve uma dispersão geográfica, não concentramos em região. Olhamos um em cada região e olhamos rodovias que tinha tráfego. Hoje a concessão de rodovias que não tem viabilidade econômica você perde tempo”, pontua.


Na primeira fase serão mais de R$ 74 milhões em outorga que vão gerar 3,5 mil empregos. Serão 3,1 mil km em rodovias, sendo 525 km na primeira fase e 2,6 mil na segunda fase.


 

Fonte: R. D
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
22/01/2018
20/01/2018
19/01/2018
18/01/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
 Enquete
Oque você cidadão pensa sobre a CPI criada pela Câmara ?
Foi necessária sua Criação.
A CPÍ só atrapalha o município e seus municípes.
Foi formada apos solicitação do MP.
Não existe nada de errado aparentemente na gestão Luciane Bezerra para uma CPI

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2018 - Todos direitos reservados