Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 22 de Novembro de 2018
Quem Somos   I   Contato
  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 Soja e o Mercado.
7 de Novembro, 2018 - 15:59
Soja mantém estabilidade em Chicago nesta 4ª feira às vésperas da divulgação do novo boletim do USDA
     

 Às vésperas da divulgação do novo boletim mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), o mercado da soja na Bolsa de Chicago mantém sua estabilidade no pregão desta quarta-feira (7). As cotações trabalhavam hoje, porém, do lado positivo da tabela.


Por volta de 9h (horário de Brasília), os preços subiam entre 1,50 e 2 pontos nos principais vencimentos, com o novembro/18 valendo US$ 8,73 por bushel, e o maio/19 - referência para os negócios no Brasil - vinha cotado a US$ 9,11.


O reporte do departamento norte-americano chega nesta quinta-feira, dia 8, e as expectativas do mercado são de que haja uma redução nas estimativas do USDA para as produtividades do milho e da soja, porém, ao mesmo tempo, os estoques da oleaginosa poderiam vir maiores do que no mês passado.


O mercado se atenta ainda à conclusão das eleições nos EUA que renovaram os representantes do Congresso americano para o ano que vem. O presidente Donald Trump perdeu a maioria na Câmara, que foi conquistada pelos democratas, mas elevou seu apoio no Senado, com os republicanos ocupando a maioria das cadeiras.


O resultado do pleito poderia mudar o tom da conversa dos americanos com os chineses e colocar ainda mais distante a possibilidade de um acordo entre os dois países em torno dessa disputa comercial. No entanto, a China já disse estar disposta a firmar um acordo com os EUA, que também sabem dessa importância de uma maior "cooperação comercial" entre as duas maiores economias do mundo.


Veja como fechou o mercado na terça-feira:


Soja fecha estável em Chicago e mantém mercado lento também no Brasil nesta 3ª feira


Nesta terça-feira (6), o mercado da soja trabalhou o dia todo com estabilidade na Bolsa de Chicago e encerrou o dia com pequenas baixas de pouco mais de 1 ponto entre os principais vencimentos. O novembro/18 ficou em US$ 8,72 e o maio/19 em US$ 9,09 por bushel.


O mercado internacional se posiciona antes da conclusão das eleições de meio de mandato nos Estados Unidos - que irão definir os representantes do Congresso americano para 2019 - e do boletim mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) que chega neste dia 8, quinta-feira. A cautela é mantida entre os traders, uma vez que esperam por uma série de definições nesta semana.


Além disso, as inalizações de China e Estados Unidos de que poderiam chegar a um acordo e por fim à guerra comercial traz algum otimismo ao mercado e motiva o avanço, mesmo que ainda tímido, segundo explicam analistas internacionais. A disputa já se estende desde maio e tem prejudicado severamente os preços internacionais, uma vez que a demanda chinesa pela soja americana está estacionada.


"Tanto a China quanto os EUA adorariam ver uma maior cooperação econômica e comercial. O lado chinês está pronto para ter discussões com os EUA sobre questões de preocupação mútua e trabalhar por uma solução em relação ao comércio aceitável para ambos os lados", disse Wang ao Fórum Bloomberg New Economy em Cingapura.


Ao mesmo tempo, o mercado ainda sente também a pressão do bom progresso da colheita nos Estados Unidos, que já entra em fase de conclusão. De acordo com os últimos números do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), os trabalhos de campo já estão concluídos em 83% da área.


Embora com um avanço na semana de 11%, a colheita ainda se mostra ligeiramente atrás da média dos últimos cinco anos.


Preços no Brasil


No Brasil, a terça-feira também foi de estabilidade na maior parte do país, principalmente entre as praças de comercialização do interior.


Já nos portos, o dia foi misto para as cotações. Em Paranaguá, a soja disponível perdeu 1,16% para fechar com R$ 85,00 por saca, enquanto manteve os R$ 77,00 inalterados para a safra nova. Em Rio Grande, alta de 0,56% e 0,55% para o spot e a referência dezembro, respectivamente.

Fonte: P do A.
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
21/11/2018
20/11/2018
19/11/2018
18/11/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2018 - Todos direitos reservados