Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 25 de Novembro de 2020
Quem Somos   I   Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 Produção de Grãos.
11 de Novembro, 2020 - 15:06
Atraso do plantio de soja foi compensado e produção de grãos deve bater novo recorde
     

 Em relatório divulgado ontem, a Conab passou a projetar a produção de grãos em 268,9 milhões de toneladas, 0,1% acima do que calculou em outubro e volume 4,6% superior ao do ciclo 2019/20. O ritmo lento do início do plantio de soja, por causa da escassez de chuvas nas principais regiões produtoras em setembro e na primeira metade de outubro, não foi suficiente para reduzir a estimativa da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para mais uma colheita recorde da oleaginosa, carro-chefe do campo no país, nesta safra 2020/21. Com isso, a estatal confirmou que a produção total de grãos também deverá ser a maior da história na temporada.


Em relatório divulgado ontem, a Conab passou a projetar a produção de grãos em 268,9 milhões de toneladas, 0,1% acima do que calculou em outubro e volume 4,6% superior ao do ciclo 2019/20. A área plantada deverá somar 64,2 milhões de hectares, com aumento de 1,9% ante 2019/20, e a produtividade média das lavouras tende a crescer 2,8% nesta comparação, para 4.008 quilos por hectare.


Conforme o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que ontem publicou suas primeiras previsões para a colheita de grãos do ano que vem, serão, no total, 253,2 milhões de toneladas, um incremento de 0,5%.


Para a soja, a Conab agora estima produção de praticamente 135 milhões de toneladas, 1% mais que o previsto em outubro e volume 8,1% maior que o da safra passada. A área plantada com a cultura passou a ser calculada em 38,3 milhões de hectares, também 1% acima do projetado em outubro e com avanço de 3,5% ante 2019/20. A estimativa para a produtividade média permaneceu em 3.528 quilos por hectare, aumento de 4,4% em relação ao ciclo passado.


No caso do milho, a produção total, somadas as três safras anuais, foi ajustada pela Conab para 104,9 milhões de toneladas, um novo recorde 0,3% menor que o previsto em outubro mas 2,3% superior ao de 2019/20. Ainda sem previsões para a chamada safrinha, a principal das três, que só será cultivada no início do ano que vem, a área plantada com o cereal está estimada em 18,4 milhões de hectares, com quedas de 0,2% ante a previsão de outubro e 0,5% sobre o ciclo passado.


Para soja e milho, o impulso para a semeadura vem dos preços, que alcançaram níveis nunca antes vistos no país este ano por causa de demandas firmes no exterior e no país e também do câmbio - e, ainda, da expectativa de que esse cenário positivo deverá perdurar. Diferente do que acontece no mercado de algodão, onde as perspectivas não são tão boas e, com isso, as projeções são de queda da produção. Segundo a Conab, a colheita da pluma atingirá 2,7 milhões de toneladas, 8,8% menos que em 2019/20.


 


 

Fonte: P do A.
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
24/11/2020
23/11/2020
20/11/2020
19/11/2020
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2020 - Todos direitos reservados