Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Bem vindo ao Nortão News, Juara 13 de Junho de 2021
Quem Somos   I   Contato

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

  INÍCIO  
  NOTÍCIAS  
  EVENTOS  
  VÍDEOS  
  ARTIGOS  
  FAVORITOS  
 Dólar.
14 de Abril, 2021 - 11:35
Dólar oscila ainda com volatilidade dividido entre exterior e Brasília
     

 O dólar tinha queda nos negócios no mercado à vista nesta quarta-feira, mas ainda sob bastante volatilidade e com operadores replicando a fraqueza da divisa norte-americana no exterior, mas sem tirar do radar eventos políticos domésticos em meio à indefinição do Orçamento e à CPI da Covid.


O dólar à vista tinha baixa de 0,19%, a 5,7071 reais, às 9h45, depois de oscilar entre 5,6842 reais (-0,58%) e 5,7228 reais (+0,09%).


No exterior, a moeda caía em relação à maioria de seus pares e mantinha-se perto de mínimas em quase quatro semanas contra uma cesta de rivais.


Investidores vão acompanhar discursos do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto (11h), e do chair do Federal Reserve (BC norte-americano), Jerome Powell, às 13h (horário de Brasília).


Além das sinalizações sobre política monetária tanto para Brasil quanto para Estados Unidos, as atenções de investidores também seguem voltadas para como o governo vai resolver o imbróglio orçamentário, que tem elevado no mercado temores de descumprimento do teto de gastos, com consequente aumento do risco de descontrole da trajetória das contas públicas.


A XP nota que não tem havido grandes progressos rumo a uma definição do Orçamento. "O risco é perder o controle do volume de gastos extra-teto durante a tramitação no Congresso", disse a casa em nota matinal.


Mas alguns analistas já começaram a notar algum limite de piora nos ativos domésticos, dado o elevado prêmio de risco já acumulado.


Estrategistas do Morgan Stanley avaliaram que, apesar de um "ponto de virada" ainda estar a algumas semanas de distância no Brasil, a barra para novas decepções pode estar "alta demais", conforme o prêmio de risco parece esticado e o posicionamento segue vendido --sugerindo que muita notícia ruim já está nos preços.


O JPMorgan se diz neutro em real, mas acredita que as altas de juros deverão ser positivas para os mercados à frente e que o Banco Central pode intervir para barrar uma depreciação fora dos fundamentos.


O banco aponta que o real é atualmente uma das moedas mais baratas do mundo emergente, de acordo com o modelo BEER (que leva em conta fundamentos ). 

Fonte: P do A.
* O NortãoNews não se responsabiliza por comentários postados abaixo!
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Notícias
30/04/2021
28/04/2021
26/04/2021
20/04/2021
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 Enquete

 Artigos
  INÍCIO  
 
  NOTÍCIAS  
 
  EVENTOS  
 
  VÍDEOS  
 
  ARTIGOS  
 
  FAVORITOS  
© 2021 - Todos direitos reservados